Hurricane 13° Capitulo – 'll Win even if it is alone

“As vezes nós dizemos que não vamos fazer algo por um certo alguem,mas o nosso coração, nos abriga”



Quem esta atrasado em relação aos capítulos da fic é só ler AQUI
-LARGA ELE,OU EU TE MATO FILHO DA PUTA,EU NÃO ESTOU PRA BRINCADEIRA,É LARGAR,OU MORRER!-gritou Jackie autoritária para que Justin soltasse Tony.
Antes Tony havia ido para cima de Justin e tinha conseguido ter controle sobre ele, mas Justin, conseguiu virar o jogo e agora estava imobilizando Tony.
-VAMOS JUSTIN,LARGA O TONY AGORA!-gritou Jackie a ponto de atirar em Justin.
-Vai mesmo fazer isso Jackie? Vai atirar em mim por causa dele?-perguntou Justin indignado.
-E por que você acha que eu não faria isso?
Justin sorriu sem humor.
-Por que você mudou tanto?
-Você me mudou, você é o culpado de tudo isso, agora eu não tenho tempo pra conversa, larga ele!
Justin não queria dar o braço a torcer, porque ele tinha certeza que Jackie não iria atirar nele, suas mãos tremiam enquanto seguravam a pistola.
-SOLTA ELE AGORA JUSTIN, EU JÁ ESTOU PERDENDO A PACIENCIA COM VOCÊ!-Jackie gritou novamente, vendo que Tony estava sendo enforcado.
Justin não o soltou, ele olhava para Jackie, tendo certeza de que ela não iria atirar.
Mas ele estava errado, pois quando ele menos esperou, ela disparou tiros no chão conseguindo distrai-lo, Justin deu toda atenção aos tiros que estavam sendo dados no chão, e enquanto isso, Lohana,Candy e Allison agiram, indo para cima dele com tudo, e Tony também não ficou de fora.
E agora Justin já se via em outra situação, ele estava sem saída, varias armas estavam sendo apontadas para ele, e qualquer movimento brusco,poderia levar a sua morte.
Jackie se meteu no meio de seus amigos que apontavam suas armas para Justin, ficou bem próxima dele.
-SAIAM!-ordenou, sem tirar os olhos de Justin.
-O que?-perguntou Lohana incrédula.
-Jackie ficou louca?-perguntou Allison. Enquanto Tony e Candy olhavam incrédulos.
-EU DISSE PRA SAIREM, SAIAM AGORA!
Eles não acreditavam que ela teria coragem de ficar sozinha com ele. Os quatro saíram do quarto com um pé atrás, com medo de que Justin tentasse algo, mas agora ele estava com o rabo entre as pernas.
E quando já estavam a sós, Justin ficou mais aliviado, mas ele sabia que aquilo não deveria estar acontecendo, ele queria matar Jackie, por tê-lo enganado e fugido, sendo que estava cumprindo um trato.
-Sua vagabunda!-disse furioso.
Jackie via a fúria ardendo nos olhos de Justin.
-CALA A BOCA,ANTES QUE EU TE MATE!-disse Jackie ainda apontando a arma na cara de Justin.
-TRAPAÇEIRA!
-Sou mesmo, você queria o que? Que eu ficasse lá? Presa? Justin, eu não nasci pra ser domada, principalmente por você!
“Mas é claro que sim” pensou Justin, Justin ainda tinha Jackie como sua.
Aquela fala o despertou raiva, e quando Jackie estava desprevenida ele a pegou e encostou com força na parede pegando em seu pescoço.
-Eu deveria te matar agora!-disse prendendo as mãos de Jackie na parede.
-ENTÃO ME MATA LOGO!
-Não, eu já disse que não, eu vou precisar de você!
-Eu não vou fazer o que você quer!
-Claro que vai!
-Eu não vou!
-Escuta aqui... Você vai voltar comigo pra minha casa agora!
-Você é um otário que pensa que eu vou fazer tudo o que você quer Justin!
-Trato é trato!
-Só que esse eu não vou cumprir Justin!
-Nunca pensei que você fosse mudar tanto!
-Mas eu mudei, alias o mundo não ficou parado enquanto você estava na cadeia, o que você pensava? Que eu ainda continuaria aquela idiota pra você Justin? É claro que não, agora eu sou forte!
-Mas eu sou o único que consegue te deter!
-Ninguém consegue me deter, ninguém me domina!
-É mesmo? Pense bem antes de falar!-disse Justin com um meio sorriso vitorioso no rosto, para que Jackie avaliasse aquela situação, agora ela estava sob o domínio de Justin, sem ter como fugir-.
-Isso não quer dizer nada!
-Não é... Sabe Jackie, se eu não estivesse com tanta raiva de você, eu te foderia agora!-disse Justin prestando atenção no que Jackie vestia apenas um roupão, que ela havia colocado logo depois que foi acordada por ele-.
-Vai embora, eu não quero você aqui!
-Você é uma vadia,foi só ver aquele desgraçado pra dar pra ele!-disse em relação a Tony.
-E dai? Eu dei mesmo!
-Puta!
-EU JÁ DISSE PRA IR EMBORA DAQUI!E ME SOLTA!
-Eu não saio daqui sem você!
-EU JÁ DISSE QUE NÃO VOU, EU NÃO PARTICIPAR DE PORRA DE CORRIDA NENHUMA COM VOCÊ!
-Vai me deixar correr sozinho?
-É isso ai!
-Você tem trato comigo Jackie, então trate de cumpri-lo!
-Você pode muito bem correr com uma vadia qualquer, eu não sou a única mulher do mundo que aposta rachas!
Justin não queria outra mulher pra correr com ele, ele queria Jackie, porque ela era a melhor com a qual ele já correu, ela sabia agir, ela sabia matar quando estava correndo, ela sabia derrotar os inimigos, ela era forte. Mas já que ela estava se negando, não tinha como convencê-la, porque quando ela toma uma decisão, ninguém a faz mudar de ideia.
-VOCÊ NÃO MERECE MINHA AJUDA!-disse ela.
-Tudo bem, então agora é uma questão de honra, eu vou ganhar essa grana toda, eu vou vencer essa porra de corrida, sozinho, eu não preciso de você, eu vou ganhar, mesmo que essa seja a primeira vez que eu corra sozinho! E depois Jackie, você vai se arrepender por não ter me ajudado!
Justin soltou as mãos de Jackie e a deixou livre, ela ficou parada apenas olhando ele se afastar.
-Pensei que você fosse justa, pensei que você ainda tivesse palavra ,mas vejo que durante esses 7 anos, você perdeu a sabedoria que eu te dei, a de nunca faltar com a palavra, Jackie, eu não conheço mais você!-essas foram as ultimas palavras de Justin antes de sair furioso-
-PORRA!-gritou Jackie quando já estava sozinha, minutos depois, Lohana passou pela porta indo ate ela.
-Vejo que você deu um jeito nele!
-Que merda!
-O que houve?
-Sabe por que ele me queria?
-Não!-respondeu Lohana.
-Lembra  do Larry?
-Aham, aquele cara bilionário que promove rachas ilegais!
-É... Esse mesmo, e agora, ele voltou com tudo, vai promover um novo!
-E deixa eu adivinhar, o Justin quer que você corra com ele?
Jackie assentiu.
-Fizemos um trato no dia em que eu apareci no galpão dele pra trazer vocês volta, ele libertava vocês, e eu seria propriedade dele, e então foi assim que ocorreu, só depois ele me contou pra que realmente me queria, ele queria que eu corresse com ele, como antes, eu ate concordei, mas depois eu já não aguentava mais ficar naquela casa aguentando tudo o que ele fazia, então eu fugi, e resolvi que não iria mais correr com ele, mas como você viu, ele veio atrás de mim ,queria me levar de volta, mas eu me recusei, eu não vou mais correr com ele, mesmo que isso valha uma grana boa!
-E você sabe como isso é perigoso Jackie, você sabe que é correr ou morrer ,talvez vocês não possam mais voltar!
-Talvez ele não possa mais voltar!-disse Jackie.
-São pessoas muito perigosas que correm você sabe o nível de risco, mesmo que valha muito dinheiro, não é bom se arriscar por isso! Você pode ganhar esse grana de outro jeito, sei lá, roubando bancos por ai!
-É!
-Mas... O Justin prefere ganhar correndo, ele é muito cabeça dura!
-Você tem razão!
-Mas você vai o deixar correr sozinho Jackie?
-Eu posso ser adversário dele junto com o Tony!
-O Justin ficaria furioso, talvez agora ele te matasse de vez!
Jackie abaixou a cabeça.
-Vocês são muito mais fortes juntos!-Lohana tinha razão, Jackie e Justin juntos são invencíveis.
-Mas eu não quero dar o braço a torcer, eu já disse que não vou correr, e eu não vou correr, eu disse que jamais ajudaria o Justin de novo!
-Jackie... Mas... Vocês sempre fizeram isso juntos, vocês sempre correram juntos, vocês sempre estiveram juntos Jackie, mas então, a partir do momento que ele matou seu pai, o vínculo que vocês tinham se quebrou!
-E esse vinculo jamais voltará a existir de novo Lohana!
-É... Dependendo de vocês não! Mas...se ele correr sozinho Jackie, ele pode morrer, o Justin é forte, é inteligente, sabe se virar, mas nesse racha, é preciso ter um parceiro, e não existe ninguém melhor que você que pode correr com ele, ele poderia ter chamado outra, sabendo que vocês não vão muito bem, mas ele chamou você, isso significa que ele confia em você!
-O que você esta pretendendo com isso Lohana?
Lohana sorriu.
-Eu sei que... Não deveria estar fazendo isso, de alguma forma eu estou ajudando Justin, eu não deveria, até porque, você não sabe o que eu e as garotas passamos nas mãos dele quando ele nos sequestrou, mas eu só quero que tudo volte a ser como antes e que essa guerra acabe, vocês não nasceram pra brigar, e sim pra se unir!
-Para de falar merda!
-Eu não estou falando merda, e sim a verdade, Jackie...ele pode morrer se correr sozinho...você quer ele que morra?
Jackie suspirou, fitou o chão e depois olhou para Lohana, ele não iria mentir.
-Não, eu não quero que ele morra!
Um meio sorriso se abriu nos lábios de Lohana.
-Então, não o deixe correr sozinho!
1 semana depois
Jackie não sabia quando seria a corrida, mas não queria recorrer a Justin, não queria vê-lo antes do tempo, acharia melhor não, ou ele a receberia com quatro pedras na mão, ou talvez uma arma.
Então, ela procurou quem mais se comunicava com ele, Henry e Ryan.
Jackie foi ate uma boate em Las Vegas, não só para se divertir, mas para também encontrar Henry e Ryan, que nem se quer sabia que ela estaria lá, mas ela sabia da presença deles.
Jackie foi acompanhada de Tony.
Avistou Henry e Ryan conversando com duas prostitutas perto de um balcão.
Assim que viram Jackie, ficaram alertas e com medo.
-E ai?-disse ela se colocando ao lado de Ryan e Henry que estavam quase correndo dali-Calma, eu não vou fazer nada com vocês!
-Quem garante?-perguntou Ryan.
-Me revista se quiser!-disse Jackie colocando mãos ao alto.
-Ah eu adoraria!-Ryan respondeu com um sorriso malicioso.
-Nem pense nisso!-alertou Tony, olhando frio pra Ryan que logo ficou serio.
-Se você veio procurar o Justin, foi viajem perdida, ele não esta em Las Vegas!
-E onde ele esta?
-Em Washington!
-Fazendo o que?
-Quer saber demais!
-Bom... Eu não vim aqui pra falar com o Justin, e sim com você Henry!
-Prepara logo a camisinha Henry, que essa ai veio pra dar!-disse Ryan, Jackie e Tony o fuzilaram.
-Eu não vim pra foder se é isso que você esta pensando Ryan!
-Então fala logo o que você veio fazer aqui Jackie!
-Você sabe quando vai ser o racha do Larry?
-Não!
-Você não vai correr?
-Ta louca caralho? Eu não quero que o Justin me mate!
-Henry, eu quero que você faça uma coisa pra mim! Eu quero que você descubra quando será!
-Por quê?
-Segredo! Pode fazer isso?
-Posso sim!
-Então, assim que souber, me procura!-disse Jackie antes de se retirar com Tony.
3 dias depois
Eram 3:30 da manhã e Justin acabara de chegar de Washington, estava um tanto bêbado e tragava um cigarro, assim que entrou em casa jogou a mochila no sofá e depois se jogou no mesmo caindo em um sono profundo.
[...]
Justin sentia um pouco de dor, sentou-se no sofá e massageou as laterais de sua cabeça tentando amenizar a dor, levantou cambaleando e foi em direção a cozinha, mas voltou assim que ouviu um bipe vindo de seu celular, era uma mensagem de uma número confidencial.
“Daqui a 48 horas, as 3:00 da manhã, na avenida principal de Nevada, preparem-se essa vale uma bolada” era o que dizia no visor.
A tão esperada mensagem chegou, era hora de se preparar, Justin tinha que vencer essa corrida mesmo que fosse correr sozinho, aquela mensagem era de Larry, e certamente chegou a todos os outros corredores, agora, Justin não podia descansar, apenas se preparar.
[...]
POV Jackie
2 dias depois
Nós havíamos acabado de roubar um banco em Las Vegas, e agora a policia estava na nossa cola, mas é claro que não poderia ser identificados porque eu e as garotas estávamos bem disfarçadas de homem, eu, Candy, Lohana e Allison, disparávamos contra os policiais enquanto Tony dirigia velozmente, fazendo ziga-zagues na rua.
Nós estávamos na carroceria do carro, o saco de dinheiro também estava lá, por isso tínhamos que ter bastante cuidado para que ele não sacasse fora por conta da alta velocidade.
Meu celular vibrou no bolso, varias vezes, mas eu não podia atender, pois estava em um tiroteio, e se atende-se e perdesse minha concentração poderia ser baleada, mas a porra do celular não parava de vibrar.
-ATENDE JACKIE,NÓS DAMOS CONTA!-gritou Candy enquanto mirava em uma das viaturas que nos seguiam.
Peguei o celular do bolso e no visor tinha o nome de Henry.
Talvez fosse algo importante, logo atendi.
-FALA HENRY,QUE PORRA,EU TO FUGINDO DA POLICIA AGORA!
-Talvez o que eu tenha pra falar seja mais importante!-disse ele.
-ENTÃO FALA LOGO!
-Vai ser daqui a meia hora, na avenida principal de Nevada que agora deve estar vazia, vai pra lá Jackie, ou pode não dar tempo!
-O QUE?EU NÃO POSSO!
-DÁ SEU JEITO JACKIE,O JUSTIN NÃO PODE CORRER SOZINHO,OS ADVERSÁRIOS SÃO MUITO PERIGOSOS!
-PORRA!
-RÁPIDO, VOCÊ NÃO TEM MUITO TEMPO,AH E LEVA MUITA MUNIÇÃO!-desligou.
-O QUE FOI?-perguntou Lohana.
-A CORRIDA, VAI SER DAQUI A MEIA HORA!
-E AGORA?
-EU VOU TER QUE IR!
-COMO?
-VOU PULAR DESSA PORRA!
-O QUE?TA DOIDA?
-TONY,DA MEIA VOLTA!-gritei.
-O QUE?POR QUÊ?-perguntou ele.
-VAI!
Tony resmungou, passou a marcha, mas não deu meia volta, deu marcha ré, bem veloz, depois dando um cavalo de pau  e o carro agora já estava no sentido oposto,  passamos dos policiais, e deveria demorar para que eles dessem meia volta.
-PARA O CARRO!-ordenei.
-PRA QUE?-perguntou Tony.
-PARA ESSA PORRA DE CARRO TONY!
Tony novamente resmungou e parou o carro, percebi que os policiais já estavam voltando na contra mão.
-BOA SORTE JACKIE!-disseram as garotas, e Tony ficou sem entender nada.
Com a arma em mãos, pulei da carroceria e sai correndo dali, eu já sentia meus músculos doerem e meu corpo suar, no meio do caminho fui tirando aquele paletó grande que eu vestia como disfarce, logo eu já estava com a minha roupa curta, que eu vestia por baixo, então agora, era só parar um carro e voá lá.
Escondi a arma atrás, no cos da minha saia, e fiquei parada no meio fio, como se fosse uma vadia qualquer querendo fazer programa.
Logo avistei uma Ferrari preta vindo, acenei para que parasse e logo percebi que estava diminuindo a velocidade.
A Ferrari parou, e o vidro desceu.
-Quer carona gata?-disse um cara metido a gostosão, e realmente era.
Eu sorri e abri a porta do carro, assim que entrei ele sorriu, e eu retribui.
-SAI DO CARRO!-eu disse sacando a arma ele ficou apavorado.
-Ei o que é isso? Calma!
-SAI CARALHO, ANTES QUE EU TE META BALA!
Ele não pensou duas vezes e saiu rapidamente da Ferrari.
Assumi o banco do motorista e logo dei partida.
POV Justin
Cheguei ao local do racha e já podia ver vários corredores terminando de ajustar seus carros e suas armas, é ,parece que ia ser bem difícil pra mim, dirigir e atirar ao mesmo tempo não vai ser fácil.
Sai do carro e logo pude avistar Larry vindo até mim.
-Bieber, quanto tempo, sete anos se passaram e você não levanta as calças!
-E ai cara!-eu disse estendendo a mão e fizemos um toque.
-Ué? Cadê a Jackie? Ela não seria sua parceira “pra sempre”?
-Não fala nessa puta!
-Vai correr sozinho?
-É!
-Cuidado, ninguém esta pra brincadeira aqui, e agora, o Stanley e a Bondie estão mais fortes!
Olhei para os dois e eles já me encaravam sorrindo, vendo que eu estava sozinho.
Stanley era o cara que nos fez perder na ultima corrida ,há sete anos, ele que piscou pra Jackie e ela perdeu a concentração, besteira isso.
-Larry, eu vim pra ganhar, mesmo que seja sozinho!
-Sozinho? Tem certeza?
Aquela voz era familiar, Larry olhava logo atrás de mim sorrindo, então eu virei, e lá estava Jackie encostada numa Ferrari preta.
Continua...
Ajudem-me a divulgar a fic no twitter por favor?Obrigada!
Visite:
-Revlon Fanfic's
Gente esse blog é muito bom,tem dicas de como escrever uma boa fanfic :)
E ai meu povo?Desculpem o atraso,é que eu ainda não tinha escrito esse capitulo,dessa vez vocês comentaram rápido e eu que atrasei kkkkk foi mal aê!
Mas eu to gostando que vocês estão comentando,e também estou amando os comentários,que bom que estão gostando da fic,a e leitoras(es) novas(os) sejam bem vindas(os).
Olha se vocês comentarem rápido eu posto amanhã ou na segunda!
O próximo capitulo vai ser bem legal,Justin e Jackie vão arrebentar!
Espero que tenham gostando meus amores!
A gente podem seguir o blog?Quem não tem conta,pode seguir com o twitter
+18 comentários
Gente,agora eu vou colocar o código de afiliação,por que pediram a muito tempo só que eu esqueci de ensinar hihi
É assim
É só adicionar um gadget HTML/JavaScript
E colocar esse código
<a href="Link do Blog" title="Título do Blog"><img src="http://2.bp.blogspot.com/-zKCTdJXY1po/UKeoxka0V4I/AAAAAAAADBU/3lZupcNStYg/s1600/1F.png" class="elite"/></a>
Onde tem Titulo do blog,coloque o nome do blog que você quer afiliar e onde tem link do blog coloque o link do blog que você quer afiliar,se vocês quiserem afiliar mais de um blog,é só repetir o código e o processo de substituição
Espero ter ajudado,a e eu já afiliei alguns blogs aqui,quando me afiliarem é só avisar ok?E quem ainda não se afiliou aqui,se quiser afiliar falem comigo no tt,ou nos comentários mesmo!

By @isexykidrauhl -Thalissa

Hurricane 12° Capitulo – It quit or die

"O amor é confuso,as vezes você ama...as vezes você odeia"


POV Justin
Eu sentia fortes pontadas em minha cabeça, as dores eram agudas, automaticamente levei minha mão ate lá, abri os olhos com a visão ainda manchada, então aquela dor veio com tudo, eu estava deitado em cima da mesa, de primeira não lembrei de nada, mas depois quando vi minha bermuda desabotoada e tudo pra fora, lembrei de tudo, aquela vadia tinha me enganado, eu não acredito que fui tão otário e cai na dela.
Levantei rapidamente e senti falta de uma arma e da chave do meu carro que antes estavam em cima da mesa, corri para o andar de baixo indo para o jardim, como esperado meu carro não estava lá.
-MERDA!-gritei vendo o vazio no jardim.
Mas eu vou atrás dessa puta nem que seja no inferno.
-Narração por pessoa onipresente-
Lohana, Candy , Allison e Tony tentavam encontrar um jeito de resgatar Jackie que já estava há alguns dias presas na casa de Justin, mas eles sabiam que se fossem Jackie não iria gostar nenhum pouco, pois trato é trato e ela sempre cumpre.
Os quatro conversavam na sala, ate que o alarme disparou indicando que alguém estava se aproximando da casa, sim, Jackie se prevenia muito, instalou equipamentos de segurança em toda a casa e sensores que detectavam quando qualquer coisa se aproximava a metros de distancia de sua casa, assim sempre sabia quando alguém se aproximava de sua casa, que alias, era bem escondida.
Lohana pegou sua arma assim como os outros fizeram, foram em silencio para fora, e faziam sinais uns para os outros, combinando quando atacar se aquele carro que se aproximava fosse um inimigo.
Jackie parou em frente ao portão do lado de fora da casa, e logo se lembrou que os portões não se abriam porque suas parceiras não sabiam que era ela. Oh, é claro, ela estava no fisker karma de Justin.
Jackie saiu do carro de mãos ao auto.
-EI PESSOAL,SOU EU,PODEM ABRIR!
Lohana, Candy, Allison e Tony mal podiam acreditar que Jackie havia conseguido fugir, imediatamente abriram os portões.
-JACKIE!-gritou Lohana correndo para abraça-la-SUA FILHA DA PUTA POR QUE VOCÊ FEZ ISSO?
Perguntou Lohana perguntando o porque de Jackie ter se arriscado por elas.
-Eu não podia deixar que ele maltratasse vocês!
-Nós estávamos tentando encontrar um jeito de te resgatar!-disse Candy.
-Não foi preciso,eu sei me virar sozinha,mas sei que ele vai vir atrás de mim mais cedo ou mais tarde!
-Mas não vamos deixar que ele faça mal a você!-disse Tony surgindo no meio das garotas, Jackie ainda não havia notado sua presença.
Ainda não se foi citado, mas Tony e Jackie tem uma grande relação de amizade e amor, mas Jackie sabe que não pode sentir nada mais forte por Tony, simplesmente porque não consegue, ela sabe muito bem a quem seu coração pertence, mas se tivesse que escolher, escolheria Tony.
Tony olhava Jackie com desejo e admiração, se aproximou dela e lhe deu um abraço apertado, acariciando suas costas.
-Que bom que você voltou, se não fosse as garotas eu já tinha ido buscar você, mas elas disseram que melhor não!
-É, foi bom você não ter ido, alias, você e Justin não se dão muito bem!
-Eu odeio aquele filho da puta!
-Mas e ai Jackie? Vocês foderam muito?-perguntou Allison, tendo certeza de que foi isso que aconteceu.
Jackie fuzilou Allison.
-Allison, eu mal cheguei, estou cansada, alias não foi fácil fugir dele, pois ele estava bem desconfiado de mim!
-Que nada apostou que você só o masturbou e fugiu, acertei?-Candy tinha razão.
-Cala boca!-Jackie disse irritada indo para dentro de casa, mal podia esperar pra tomar um bom banho e cair na cama.
-AÊ JACKIE?E ESSE CARRO?-gritou Lohana.
-Toca fogo!-Jackie disse sem se importar indo para dentro de casa.
Jackie percebeu que Tony a seguiu ate seu quarto.
-Aposto que você não queria fugir!-disse ele encostado na parede do quarto de Jackie.
-Claro que sim, é claro que eu queria fugir, eu não aguentava mais ficar lá, eu estava enlouquecendo!-disse Jackie tirando aquele trapo que vestia, quer dizer ,a camisa de Justin.
Ela não se importava se Tony estava no quarto ou não, geralmente não se importa com essas coisas.
-Ele deve ter te batido muito, filho da mãe!-disse Tony observando os hematomas espalhados pelo corpo de Jackie.
-É ele fez isso, você sabe como ele é, quando não fazemos o que ele quer, é isso o que acontece!
-Como eu tenho vontade de...
-Não Tony,é melhor você não se meter no caminho dele, você sabe qual é a saída para isso, a morte, não se deve brincar com o Justin, nunca, eu já fiz isso e me fodi!
-Jackie, você sabe que ele vai vir aqui, você sabe que ele vai te obrigar a cumprir esse trato!
-Mas eu não vou ninguém me obriga a nada Tony!
Jackie se dirigiu ate o banheiro, e sentiu uma sensação maravilhosa ao entrar debaixo do chuveiro.
Minutos depois, depois de um banho relaxante, ela saiu do banheiro e Tony ainda se encontrava em seu quarto.
-Fala Tony, o que você quer?
-Não sentiu minha falta enquanto eu estava viajando?
Tony ficou fora um tempo, viajava para a Itália, onde lá, fazia trabalhos que lhe foram mandados, como sequestros, assaltos a bancos e mortes encomendadas.
-É claro, sem você tudo foi uma bosta! Mas aconteceu muita coisa!
-Aham, eu sei muito bem o que aconteceu, você e o Justin quase se mataram, e ainda destruíram o Nevado inteiro!
-É pelo visto elas já te contaram tudo né?
-É inclusive que você fodeu com ele!-disse Tony trincando os dentes, ele odiava o fato de Jackie ainda sentir desejo por Justin.
-E dai?
-Você nunca vai esquecer esse otário?
-Tony, o Justin não é mais nada pra mim!
-Então me prove!-disse Tony desafiador.
Jackie sorriu sacando o que Tony queria.
-Fala sério que quer eu transe com você? Agora? Eu acabei de chegar, me deixa pelo menos descansar!
-Ah Jackie...você não vai me provar? Vamos lá...prove!-disse Tony se aproximando de Jackie e a pegando de jeito pela cintura.
Jackie que não é nada santa, logo sorriu, é claro que ela queria.
-Tudo bem... Eu provo-disse ela fitando os lábios de Tony.
Os dois beijaram-se como se não fizessem aquilo a muito tempo, e realmente não faziam, não um com o outro.
Jackie estava apenas de toalha então tudo foi muito fácil para Tony, que arrancou a toalha de seu corpo e a jogou em qualquer lugar dali.
Tony jogou Jackie, que já estava completamente nua, em cima da cama, a mesma deu um sorriso malicioso e ele retribuiu mordendo os lábios cheio de desejo, sempre que dava, os dois sempre faziam isso, Jackie usava esses acontecimentos como distração só pra conseguir tirar Justin da cabeça durante esses sete anos, mas é claro que ela não distraia apenas com Tony.
Tony tirou a camisa, e Jackie fitou seu peitoral definido com um olhar safado, ele subiu na cama e Jackie posicionou as mãos em seu pescoço o puxando para ela e lhe dando um beijo voraz enquanto entrelaçava as pernas em sua cintura.
Tony direcionou suas mãos para a intimidade de Jackie que já se encontrava molhada, massageou lentamente seu clitóris fazendo Jackie gemer em seu ouvido, começou a fazer movimentos mais rápidos enquanto Jackie  se remexia tentando fazer com que ele fosse mais rápido, Tony sorria vendo a euforia de Jackie, então por isso, ele tratou de provoca-la, parando de massagear se clitóris e lhe dando apenas beijos leves no pescoço.
-Tony caralho, eu já estou de provando, agora trate de me provar que você é homem cacete!
Jackie fica irritada quando a excitam e depois param com tudo, são esses que ela tem vontade de matar.
Tony vendo que ela já estava irritada não só a massageou como a penetrou com força usando os dedos, Jackie começou a gostar daquilo, ele enfiava dois dedos nela com rapidez que a fez ficar impressionada, ele havia melhorado de uns tempos pra cá.
Jackie gemia alto e com certeza que estava em outros cômodos ouvia tudo, Tony foi descendo com os beijos, passando a língua pelo barriga de Jackie que ainda não estava completamente seca pois ela havia acabado de sair do banho, e aquilo deixava tudo mais gostoso, Tony agora já estava bem abaixo, sorriu para Jackie antes de fazer aquilo que ela adora que os homens façam nela, lambeu sua intimidade com muita intensidade, e quando Jackie sentiu a língua de Tony passar por seu clitóris soltou um gemido alto, ela estava torcendo para que ele começasse logo, mas ele não fez nada do que ela pensava, fez melhor, tirou a calça e logo depois a cueca, e Jackie fez uma cara boa ao ver o membro de Tony totalmente ereto pronto para entrar nela, Tony abriu as pernas de Jackie, logo depois penetrando apenas a cabeça de seu pênis, o que a deixou louca, ela tentava rebolar, se remexia para a frente tentando fazer com que ele a penetrasse logo, ela estava louca, então Tony fez logo o que Jackie esperava, a penetrou com uma força imprescindível ,começando rápido, a cama balançava de um lado para o outro, Tony não estava pra brincadeira, ele já começava a soar assim como Jackie, que estava adorando aquilo, fazia caras de bocas fazendo Tony rir.
[...]
Eles não se cansavam, Tony já estava fazendo aquilo há um bom tempo, as veias de seu membro já começavam a inchar e as penetrações chegavam ao momento insano, ele não queria parar, só sentia vontade de penetrar mais em Jackie, que segurava em seus braços encravando as unhas nele ,o suor de Tony caia no rosto de Jackie se misturando com o dela, ela já parecia bem cansada, e Tony já estava chegando ao seu limite, mas se pudesse ficava o dia todo fodendo com ela.
Jackie vendo que Tony estava parando, fez questão de fazer um grande final.
Pediu que ele se ajoelhasse na cama e logo depois ela ficou de quatro, colocando sua cabeça na direção de seu membro, Tony sorriu safado ao ver o que ela iria fazer, Jackie envolveu o pênis de Tony com as mãos de logo depois caiu de boca,fazendo movimentos rápidos, terminando o trabalho, Tony gozou em sua boca e ela engoliu todo o liquido.
Ela estava cansada, e agora tudo do que ela precisava era de longas horas de sono.
-Pronto Tony, te provei e muito bem, agora me deixa dormir!-disse Jackie se jogando na cama, ainda com a respiração fora de ritmo.
-Posso ficar aqui com você?-perguntou Tony no mesmo estado que Jackie, se deitando ao lado dela.
-À vontade!-Jackie virou de costas para Tony que logo depois envolveu os braços nela.
-O que aconteceu com você? Esta tão... Meloso!
-Eu gosto de você Jackie!-disse em seu ouvido, logo depois ouvindo Jackie sorrir.
-Idiota!
-Eu sei que você esta cansada, então durma, quando você acordar, eu ainda vou estar aqui!
Jackie se ajeitou, e logo depois fechou os olhos caindo em um sono profundo.
[...]
Tony acordou com o barulho de vozes alteradas lá em baixo, e estranhou, enquanto isso Jackie dormia como um anjo era o que ela parecia ser só que não, ela não era nada disso.
-CADE ELA?CADE ESSA PUTA?EU SEI QUE ELA ESTA AQUI, ME DEIXA PASSAR PORRA!-gritava alguém lá em baixo, e imediatamente Tony conheceu aquela voz, não demorou  para que ele viesse, Justin, ele havia vindo rápido.
-NÃO, ELA NÃO ESTA AQUI, SAI,VEI EMBORA JUSTIN!-era a voz de Lohana que estava impedindo que ele seguisse a diante.
Tony apenas vestiu sua calça e pegou a arma de Jackie que estava em cima do criado-mudo, ele não podia deixar que Justin fizesse mal a ela.
Apressado abriu a porta do quarto e saiu em direção ao andar debaixo, mas não foi preciso seguir a diante, pois Justin já estava no corredor, assim que viu Tony, mal pode acreditar, e ainda mais saindo do quarto de Jackie e sem camisa, já era de esperar, Justin conhecia Jackie e sabia como ela era puta.
-O QUE VOCÊ ESTA FAZENDO AQUI PORRA?-gritou Justin já apontando a arma para Tony e indo até ele.
-EU É QUE PERGUNTO, VAI EMBORA DAQUI ANTES QUE EU TE META BALA!-gritou Tony também apontando a arma para Justin.
Justin sorriu vendo a coragem de Tony.
-SAI DA MINHA FRENTE EU SEI QUE ELA TA AI!
Justin seguiu em sua procura, passando por Tony que tentou impedi-lo o empurrando, mas foi tudo em vão, porque quando Justin esta com raiva, ninguém o segura.
Justin entrou no quarto e se deparou com Jackie nua em cima da cama, dormindo.
Sua raiva era tamanha, que ele nem se importou se ela estava dormindo ou não, andou rápido ate ela e a acordou com um soco na cara.
Tony foi para cima de Justin, o derrubando no chão dando tempo para que Jackie se levanta-se, ela acordou assustada, alias não é normal ser acordada com um soco na cara, Jackie procurou por uma arma, mas não achou, então veio Lohana desesperada e lhe deu uma.
Ela imediatamente a apontou para Justin.
-LARGA ELE,OU EU TE MATO FILHO DA PUTA,EU NÃO ESTOU PRA BRINCADEIRA,É LARGAR,OU MORRER!-gritou Jackie autoritária para que Justin soltasse Tony.
Continua...
Divulga no twitter? Obg!
Esse capitulo foi bleh gente, desculpa, estou sem nenhum pingo de inspiração, aaaaaaah mal posso acreditar que amanhã já vou ficar de férias, então agora já vou ter bastante tempo pra escrever, postar aqui e no meu outro blog, estou livre!
Digam-me o que acharam desse capitulo, ah e eu gostei dos comentários de vocês no capitulo anterior, vocês gostam de uma putaria né suas safadas? Rum u.u
E obrigada pelos elogios no twitter, awn, vocês dizendo que amam minha fic são muito fofas, amo vocês, sério, são as melhor leitoras do mundo, espero que a fic evolua mais J
Bom lindas, ate o próximo capitulo, façam como no anterior, comentem rápido, por favor ta? Eu amei que vocês fizeram isso, me deixem feliz :3
+15 comentários

By @isexykidrauhl - Thalissa